top of page

ANPC promove protesto contra importação de cacau africano para o Brasil


A Associação Nacional dos Produtores de Cacau (ANPC) realiza no próximo dia 27 de fevereiro, na região do Porto em Ilhéus, Bahia, um protesto contra a chegada de carregamentos de amêndoas de cacau importadas da Costa do Marfim.


Segundo a entidade, a Instrução Normativa (IN) 125/21, publicada no governo anterior pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), retirou a exigência fitossanitária para a importação das amêndoas do país africano. A IN125 ignora os riscos de trazer para o Brasil pragas e doenças quarentenárias (não existentes por aqui) como a Striga spp e a Phytoptora Megakaria, que poderiam contaminar a produção de cacau, além de outras culturas como soja, milho, arroz, feijão, cana-de-açúcar e sorgo.


A presidente da ANPC, Vanuza Lima Barroso, explica que trata-se de uma luta em defesa não só do produtor de cacau brasileiro, mas em prol da saúde fitossanitária nacional. “O Brasil é auto sustentável na oferta de cacau à indústria. Já temos produto suficiente para atender a nossa demanda, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Cremos que essa Instrução Normativa é um crime, que abre nossas fronteiras para entrada de pragas e doenças que podem dizimar várias culturas, fundamentais para o desenvolvimento nacional”, explica.


O foco da manifestação é alertar o governo federal, principalmente o Ministério da Agricultura e Pecuária, que o risco é muito maior que os benefícios que a importação traz. “Queremos que o governo nos ampare, pois o setor não está recebendo nenhum tipo de política pública. Vale lembrar que o cacau é uma cultura tradicional, centenária, não podendo os produtores serem tratados com tanta indiferença. Não podemos aceitar a entrada dessas amêndoas sem garantias fitossanitárias”, ressalta Vanuza.


A ANPC quer ver nos produtores de cacau engajamento e auto valorização. “Pedimos que os cacauicultores de todas as regiões se engajem nessa manifestação, que será pacífica, mas fundamental para mostrar a força do setor. Não podemos ser desvalorizados e mal tratados como anda acontecendo. Esperamos todos vocês no dia 27 de fevereiro”, conclamou Vanuza.


Agenda

  • Manifestação contra chegada de carregamentos de amêndoas de cacau importadas da Costa do Marfim

  • Data: 27 de fevereiro de 2023

  • Horário: a partir das 08h00

  • Local: Arredores do Porto de Ilhéus/BA

  • Organização: Associação Nacional dos Produtores de Cacau (ANPC)

bottom of page